sexta-feira, 15 de julho de 2016

bip - nascida para ser boa





caminhar pelas linhas dessa rua
numa tarde de feriado nacional
sequestrar o momento da pomba sobre o dedo da estátua
lamber o caminho do sorvete derretido derretendo
/saber que me olham com horror e gostar // ah como é bom ser terrível/
manchar a manga da camisa que você me deu
imaginar todas as possibilidades do pistache
com tudo do propósito
jogar a cabeça para o lado
encarar o casal de formigas
forjar um bico de desaprovação
sentir formigar os olhos na separação
/saber que me olham com horror e gostar // ah como é bom ser terrível/
voltar as linhas da rua
tocar seu telefone que toca sua secretária
eletrônica
oi sou eu
quando você foi embora
levou junto aquela camisa que me deu
procure por favor tenho reunião na quarta
e estou sem camisa para a ocasião e isso n bip

assistir ao último capítulo da novela
usar meus poderes para que Alberto morra
que Solange passe seus últimos minutos no
colo do cirurgião plástico e que as crianças
voltem para o orfanato













&








+





+






+













Nenhum comentário:

Postar um comentário