terça-feira, 15 de março de 2016

proibido usar a língua na sala de usar a língua - flanzine #11



na flanzine #11

(com beijinho especial para o honorável nhô João Pedro Azul)





proibido usar a língua na sala de usar a língua





“ó, Édipo, meu rei cassetudo...
corte a língua antes dos olhos.
ó, Vincent, diabo roxo...
corte o gogó antes da orelha.
ó, Long Dong Silver, obelisco in a such rainbow democracy...
corte as bolas, corte as amídalas, deixe a língua maldizer-te todo língua.”


Marla Diacov






a língua besunta o verbo
debaixo da faca aos lados pela afiada ribanceira
com jabuticaba
pela língua
sei minha puerícia explodindo em roxos
sei meus matrimônios e meus divórcios
sei café por onde os roxos e vinhos e envelopes
salivados
em beijos franceses


duvido do paladar perfeito
o paladar dos outros no idioma inflável
a nata debaixo da lesma língua
ó e ó
da mobilidade amanteigada de certas
línguas
das delícias
vendidas nas fronteiras das bocas
o mercado negro
das preciosas mentiras
das dulcíssimas críticas
questão de sabor
sôbolos risos
questão da dobra na língua
sôbolos risos em inclinação
tantas as todas curvas e dobras


a gueixa usa a língua para trás
a gueixa trava a língua para dar
ameixa para quem não caga mais


§ diga meu nome com o sotaque que Camões
usou para desafogar Os Lusíadas
e me caso com essa língua que desde tanto me lambe
os ombros §


hoje então
quero passear de língua solta


§ mais roxos? §
§ meu nome é Marla Diacov
tenho um braço de 40 anos
um braço de trezentas e nove mil tentativas erradas
já meti a luva pelos dedos
os dedos pela boca
a língua pelo pé no chão onde pisou Anchieta §
§ e então e então? mais roxos? §


a língua não é confiável
nhô Anchieta
ó
sufro terribles crisis de reflujo gastroesofágico
quando peso 1975
quando encosto a régua no ano que se passa
a língua
repito
a língua
e repito e ajeito minhas ombreiras
a língua
ó e ó
Anchieta
a língua saliva o livro
a notícia
os classificados
lambe o atlas
picha nomes e cruzes
e comete suicídio
every
single
day
abraça a lâmina e chora
a língua
roxa roxa roxinha
a parte nobre do boi
a gueixa a jabuticaba a saudade só em português só:
modos de assar e de comer


§ sim e por favor
desejo todos os roxos
desejo todo o ardor §

Nenhum comentário:

Postar um comentário