quinta-feira, 26 de novembro de 2015

moietymoiety – 131




para limpar a piscina adiciona-se o rosto junto ao posto donde se vê se sim se não tua cara limpa linda lembra a orla daquela mentira que teu pai costumava contar sobre as ruas debaixo das ruas os trens do submundo a vida de lá para limpar teu rosto imundo prateado a vida solta num ar reflexivo que te expira da tarde levantando um laço de lençol freático da própria película de água uma bicadinha duas bicadinhas para limpar a piscina de suor na barriga da menina.






(série do larCavoDica a ser postada também aqui)














§§§


amanhã alguém morre no samba




(os doudos aceitam pagamentos via paypal)






quarta-feira, 4 de novembro de 2015

janelas para onde der – 30






senta-te
esta é uma cadeira segura
de si
não dê a chance para uma cadeira
tão segura
plotar a vaga ideia
de ser uma cadeira desocupada
seria a ruína para uma cadeira de lei
calha-te
calha-te calha-te
     diz o fio do machado
mas você vai e num pulo muito avançado para nossa época
senta a ideia no castor descascado da janela



















§§§





amanhã alguém morre no samba



(os doudos aceitam pagamentos via paypal)