sábado, 28 de março de 2015

espia a Vida Secreta! espia!










aqui um dos meus inéditos desta segunda edição:



tapume


onde põe-se o tapume
o ato obsceno de assoprar a comida quente
a primeira gota do chuveiro a primeira a lamber
a auréola do teu mamilo do teu
pênis
a mulher corta pepinos como quem
corta cordões umbilicais
onde põe-se o tapume
no prato para um só grão
seus grãos pendentes
o garfo espetado na batata quente
a mulher que sentava a pomba em purê de abóboras
a vizinha que se esfregava na pilastra enquanto pedia
empresta-me uma inconveniência de açúcar
o ato obsceno de assoprar o dado
as mãos daquele teu ex-armador
havia um coração flechado para cada caderninho
adolescente
onde
põe-se o tapume
tua púbis minha barba






Nenhum comentário:

Postar um comentário