segunda-feira, 9 de junho de 2014

moietymoiety – 105








já pela metade
estou estendida
nem meia música
e sou o bafo do trompetista
sou pertencente é não tenho rosto
sou meias pernas e estúpida amante
sou quase meio osso na boca do que for brutal
sou pertencida
e
com alguma sorte
estou a cair do que me prende
do que me resta
torço para ser líquida
com sorte
rezo
rezo para ser aquela pequena fatalidade no fim do espelho do fim da música no corredor atrás do palco no fim da fatalidade que falo











(série do larCavoDica a ser postada também aqui)




Nenhum comentário:

Postar um comentário