domingo, 10 de março de 2013

ZUNÁI - Revista de Poesia e Debates





Tendo a honra de participar da edição atual da ZUNÁI com este e mais outros tantos poemas:




um lenço no adeus

apostando trazer o meu aceno
para o meu ermo
/enquanto preparação
sou nada
nada de muito andamento no desespero/
caio como uma aflição, final aos trilhos desta estação sem fusão de ferro ou folhas




PASSEM LÁ! 
A ZUNÁI É UMA PANACOTA! (não gosto de manjar)





GRATIDÃO E BEIJO ENORME AO CLAUDIO DANIEL.




Nenhum comentário:

Postar um comentário