quarta-feira, 27 de março de 2013

Raul Macedo / teu rosto é um santuário – 4






falam de que
até que completemos sete
até que enfim
sete
até que o mundo mova-se até sete
o eixo
a aturada ordem
contam sete desde

Raul vive comprido
longuíssimo
todo molhado de feixes
todo da luz da mãe e do pai e da irmã
todo molhado de feixes
já vai iniciar-se em mar
Raul vive cumprindo o azul
de sete em sete
por tudo o que entre
vive rindo o Raul


falam de sete
mas o povo fala tanto que tanto
e tão generosa a risada do Raul 

*agora seu quarto parece impregnar-se de um cheiro bom de mato...







*trecho de CONTINHO À MANEIRA DE KATHARINE MANSFIELD, Manoel de Barros




Nenhum comentário:

Postar um comentário