sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

PARLATÓRIO/ A Escultura, O Escultor – encomenda n°22




(ao 119° aniversário de Victor Brecheret) 




das tremuladas mãos de Aldo, Aldo, acho que para esta o senhor fica um pouco mais nervoso e Aldo treme e das mãos de Aldo, da pedra dum ciúme velho nasce o guia então de mudos discursos, tal qual feito Aldo, estranhíssima encomenda, respeitosa porém, Victor, um homem de carinhos brutos, desataviado e de cegas linguagens, custoso e de furiosa calmaria, treme Aldo, furiosa calmaria e cego, Brecheret, o homem que também amarfanhava, diga alto, Aldo, Brecheret, o homem que também amachucava.


inda calcula debaixo:


VICTOR BRECHERET
PONTUADO HOMEM
CANTANDO CEGO SOBRE OS OMBROS QUE O FIZERAM MUDO
SORRI
DE VEZ











Nenhum comentário:

Postar um comentário