terça-feira, 16 de outubro de 2012

GnosiS/ Sinais do Quê – 7




da memória
vão-se décadas em espíritos
da inimizade da arte arcada
da miudeza do que há num só dente

a vida é tão boa
bom cubículo de bater com as paredes
sem o mapa de ser humano
e com todo o mundo numa taça dita milagrosa e bruta

folhas
choro
sangue
neve
fluxogramas
de todos os tipos
dentro ou fora da boca
ovo
entre folhas
ética
no sangue
comunicação
inda que aos choros
uivo
sobre a neve;
somos artistas do credo
ditamos poesias em troca de posturas

e, sabes como é, alguém esmurra a porta
quer entrar
e dissimulamos 
há nós
fingimos a língua morta

há décadas em espíritos da memória
não gostamos de pelagem nova no partido.



(minhas fotos das pantufas da Sandra, na casa da Sandra!)









§§§















Um comentário:

  1. Outra Sandra, Carlinha?! Ah! Pelo amor de Deus!
    Um beijo, querida.

    ResponderExcluir