quarta-feira, 8 de agosto de 2012

игрушки/ Soldados.Pedras.Massa de Farinha.Barro.Pano. – 7




Sei que sou
na ventania coisa
prato, colher e astro
e de ser embananado divertimento
eu sou
o primeiro peixe a ser apanhado
posto-me na grosseria da mão pescadora
quero voar feito andorinha
sugo do ar fedendo a sardinha
fuçando a foca à beira de ser galinha
e bibelô maçã, santinha com espada e sorvete
acima do livro rotor
quando
jamais tocarei da música que toquei
quando fui bochechas e trompete
ou bico de chaleira baú
na boca moleque sujinha assim ó: 
Thuruururuuuur...ruruuuuruuuu...ruuuuu...





3 comentários:

  1. Ser a própria ventania bulindo e inventando-se coisas...

    ResponderExcluir
  2. porque o peixe e a guelra / o pescador e o anzol se detestam; a essência da música está na atração do peixe pelo pescador e deste por aquele.

    truuuuuuuuuuuu truuuuuuuuuuuuu truuuuuuuuuuuuu (e não é um comboio a agitar-se nas planícies do inefável; é apenas um gajo a falar (mal) inglês).

    beijos, carla!

    p.s. essa farinha royal faz-me lembrar momentos doces da minha meninice; era com ela que a minha mãe fazia alguns dos bolos que faziam as minhas delícias :)

    ResponderExcluir
  3. Adoro sua escrita e adoro suas fotos, guria :)
    Você é adoravelmente doida e muito muito talentosa e criativa.
    beijoss

    ResponderExcluir