sábado, 11 de fevereiro de 2012

PARLATÓRIO/ A Escultura, O Escultor – encomenda n°8

... que nem palavra, digo, verbo de pedra, ferro, pau, estás no centro, fixada à questão: pesada a morte a fazer-te asa, leveza, sal ao vento, que não há mais de língua, que da carne fica a fome a circundar-te Santa, ofensa, grito de outra menina DEDILHA ALDO, ALDO E QUEIXO E DEDO DE ALDO E NUM NEM QUEBRAR A PEDRA
não. não. nada disso. ainda e não.




Um comentário: