sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

PARLATÓRIO/ A Escultura, O Escultor – encomenda n°4











Anche tu sei un uomo, ma non solo un uomo,

un giardino:

ti fanno compagnia le lunghe amache

i caldi tropicali, le Azzorre.
Ma tutto in te è magnifica Grecia,
non hai la perspicacia di Ulisse
non hai la malizia degli uomini,
ma sei silenzioso e caldo
come la matrice di un giunco.


     Alda Merini











 Quem, uma delas.
À vigilância das outras. Quem.
Esta estátua repetida de Aldo. E mais esta.
Ela sobre elas, diz, quem.
Olha-as. Todas. Faz. Fez.
Repetindo e repetindo e por pouco não a descobrirá.
Uma delas está.
Uma delas a custar.
Esta, entre tanto, uma. Quem, aí está.
Entretanto. Um eco. Quem. 

4 comentários:

  1. você escreve de forma surreal, encanta-me...
    abraços

    ResponderExcluir
  2. quem é sempre uma questão de uma pessoa em questão !
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Carla, achei interessante o comentário dessa moça que se chama Bípede.

    ResponderExcluir
  4. E você ainda não respodeu quantos e quais blogues você tem. Na verdade, eu nem sei se você lê tais comentários. Um abraço, Carla querida.

    ResponderExcluir