quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Nichos/ AquaPlay – 4




ai do vidro gelecoso
dessas naves d’água pousando olhos, indo a goteira
espalhando repetidos olhos
que sabem olhos
olhos, que sabem
ateando fogo ao inteiro do instante de olhos
que sabem
do instante em que, múmia não fosses, elogiarias meu corte de cabelo ao estilo MaculeiTudoNaEnxurradaQuerido.



Um comentário:

  1. Talvez não tenha nada a ver, mas ao ler os ultimos posts lembrei-me de um dos autores que tento estudar, o Zighmam Baumam e os seus escritos liquidos, ele fala de tempos liquidos...
    abraços carla

    ResponderExcluir