sábado, 24 de setembro de 2011

Nichos/ PetNicho XV




CEMITÉRIO É O CÃO
numa cavala ordem
como se não
o cão, focinho que só, quase-quase feliz como cão que é, a um todo-olhos-de-rã que tão cão, empilhasse passarinhas e ratunas caveirinhas,
quando que tão,
indo às 12 rabadadas
fosse interpelado por Jão, coveiro que só, espumante que tão, dum só pá-na-mão, todo-tripeiro da língua no que uivasse ao cão
PASSE OS OSSINHOS PRA CÁ, CARCARÁ!

COMO SE NÃO
pena o bichinho como se fugisse, bordel de pulgas atrás da orelha, tatuzinho que cão, todo-puto que só
E DIZER QUE CEMITÉRIO É O CÃO. MUNDO CARCARÁ.

Um comentário: