terça-feira, 7 de junho de 2011

Nichos/ Mosca



não é do calibre e nem é do dedo no gatilho nem do olho por trás da mão, entre o objetivo, o objeto e a vida.
é da aposta divina.
é do peso que um homem teme a Deus apontar e atirar-lhe o coração. é atirar-se ao divino. é atilada a coroação.



5 comentários:

  1. Uau! Atirei-me na frente desse gatilho, nunca me calibrei mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Acho que vou ter que usar da hermeneutica para te ler, pois seus escritos não ficam no senso comum da blogosfera, mas vão alem
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Teclado Espetacular Vol. 3!
    Eu te amo...

    ResponderExcluir
  4. Um coração atirado a deus, na cara de deus feito uma bofetada é o que ele merece e o que ele precisa para ser um pouco mais gente.
    O seu testo é muito complexo, muito aberto e, por isso, fascinante.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que blog maravilhoso! Arrebatador. Gostei e fiquei! Obrigada pela visita! =)

    ResponderExcluir