domingo, 19 de junho de 2011

Nichos/ Acontece





dos olhos
escondida
eu escreveria
que aquela noite se espatifaria no vidro do nicho
trincando todo o espelho e sorte do que eu escreveria
escondida aos cacos dos olhos descritos na placa de granito e não de mármore e não de cobre.

2 comentários:

  1. No vidro do nicho cortaria as palavras em pedaços de letras para cicatrizar os dedos e escrever qualquer coisa para mim e o meu ninho de bons lixos.
    Gosto muito de como você escreve.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. não, nenhum vidro há-de cortar. os olhos já sangram acima dos golpes e nenhum químico é suficientemente translúcido.
    opção 1: sangrar.
    opção 2: fazer sangrar.
    opção 3: varrer o sangue para debaixo do tapete.
    opção 4. sujar o tapete com o sangue.
    opção 5. usar o tapete para limpar o sangue.
    opção 6. dedicar um poema ao sangue.
    e a morte será apenas um leve sopro que passa sem deixar vestígio.
    beijo!

    ResponderExcluir