sexta-feira, 8 de abril de 2011

Nichos/ Render-se a







Água que eleva a morte condensadora de vidas em maneiras de formas dobráveis do viver; queda livre de nichos em flor; bêbados abismos em giro ao sangue renascentista da divina verve em planos de sono e infância por campos de guerra em gotas de algodão.








mais nuvens em

e mais sobre nuvens em

4 comentários:

  1. Que palavras e imagens fantásticas!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Amei amei amei!
    Sou completamente insana por nuvens. Fotografo quase todos os dias. Guardo, penso, sonho e escrevo em nuvens.

    ResponderExcluir
  3. carla,
    perco-me em esfinges de medo que se fazem vulcânicas só para te verem e lerem. és éter e chumbo na dupla sensação de tudo querer ser... e quase nada acontecer.
    beijos e ovos sobre os nichos!

    ResponderExcluir