quarta-feira, 23 de março de 2011

Nichos/ Finadas Queixas




Deus vai tossir
uma idéia sintética
vestida de mulher.
Enquanto isso vá enrolando.
   Boa tarde, menino Jesus.
   O teu pai é mesmo uma graça.
Da decência específica
a umidade bem baixa
sumária dirá:
 Posso te chamar de morte?
 Já acabou, morte?
Que calorosa acolhida.
Traga-me uma pá
e o livre arbítrio.
Ao próprio amor, traga a mentira de umas gastas fés.
E traga também umas larvas vivas
para que os dedos das mãos evitem os dos pés.

3 comentários:

  1. Eu acredito no que vc me diz porque quando te leio sinto assim: aquelas palavras que não conseguiram sair de mim vieram para cá, pois vc o faria melhor.

    Tenho isso com poucos poetas...

    ResponderExcluir
  2. E como é que as larvas fazem os dedos das mãos evitar os dedos dos pés? É alguma táctica militar?
    Beijos

    ResponderExcluir